Por Que O Seu Site Precisa Aparecer Nas Primeiras Posições Do Google?

Atrair

Por Que O Seu Site Precisa Aparecer Nas Primeiras Posições Do Google?

Karine Borges
Escrito por Karine Borges em 4 de abril de 2016
Assine para receber toda semana na sua caixa de entrada

Mais do que uma newsletter, uma imersão no universo digital

Muitas empresas se empenham na criação de um site, mas depois não publicam nenhum conteúdo, não criam interações e nem ao menos acessam para saber se ele está funcionando adequadamente. Assim, a ideia inicial de tornar a marca mais conhecida e estimular as vendas acaba indo por água abaixo! Para que o site traga retorno para o negócio, é preciso que ele esteja sempre atualizado, com conteúdo relevante para o seu público, e que ele seja facilmente encontrado pelos internautas no Google.

Porque aparecer no google?

Por que estar no Google?

O Google é o maior e mais respeitado mecanismo de busca da internet. Para se ter uma ideia, a cada segundo são realizadas 35 mil pesquisas e mais de bilhões por dia. O gigante é detentor de 95% do volume de buscas, enquanto os outros 5% dividem-se entre os concorrentes Bing, Yahoo, Ask, entre outros. Isso é mais do que um motivo para estar lá, uma vez que a marca pode ser vista por pessoas de todo o mundo, já que muita gente pesquisa na internet antes de fazer uma compra ou contratar um serviço.

Estar no buscador é gratuito, basta ter um site, uma URL e conteúdo. Quanto mais relevante o conteúdo e melhor forem as palavras-chaves, mais pessoas poderão encontrá-lo quando fizer uma busca. É mais vantajoso do que as campanhas de link patrocinado, porque, além de ser gratuita, é uma possibilidade de ter uma “publicidade” duradoura e que estreita a relação com o público-alvo. Postar conteúdo relevante, também demonstra que a marca possui conhecimento sobre o mercado que atua, se tornando referência em seu segmento.

Saiba mais: Entenda aqui porque a sua empresa não aparece no Google.

Que retorno terei com o Google?

Uma pesquisa americana revelou que 40% da receita dos sites vem de busca orgânica no Google. Enquanto 33% vem de e-mails, 26% de anúncios, 26% de buscas patrocinadas e somente 1% das redes sociais. Quando se soma as receitas geradas por buscas orgânicas e patrocinadas, o Google se mostrou responsável por 66% do faturamento dos sites pesquisados.

Imagine a seguinte situação: há várias prateleiras em um supermercado com diferentes produtos dispostos um ao lado do outro. Ter um produto posicionado em um local mais visível é imprescindível para gerar mais vendas. Ou seja, o Google pode ser visto como um grande supermercado e oferecer seu produto neste mercado pode gerar visibilidade e, consequentemente, vendas.

Como ser um dos primeiros do Google?

seo

O Google apresenta um ranqueamento que leva em consideração vários fatores para definir a posição do site quando é feita uma pesquisa pelo usuário. Para otimizar a busca e estar mais próximo dos primeiros lugares, é interessante utilizar técnicas de SEO (Search Engine Optimizatios).

As técnicas de SEO otimizam o ranqueamento através do conteúdo publicado no site ou blog e no uso correto de palavras-chaves nos textos. Além disso, também existem estruturas ideias para títulos, URL’s, nomes de imagens e links internos, que tornam o site mais importante para o buscador.

O site precisa apresentar uma estrutura baseada nas técnicas de SEO ou dificilmente irá aparecer entre as primeiras posições. Para isso separei alguns conteúdos que podem ajudar a entender melhor sobre as técnicas de SEO e como implementá-las.

Dicas de SEO e algumas ferramentas gratuitas para o seu e-commerce

A Sua Empresa Não Aparece no Google? Veja os Motivos.

Como Usar as Palavras-Chave no Marketing de Conteúdo

4 Práticas Infalíveis Para se Tornar Relevante Com Link Building

SEO – 10 Ferramentas e Suas Funcionalidades

Gostou do conteúdo ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu questionamento nos comentários e acompanhe o blog para não perder nada sobre Inbound Marketing.

Abraços,

Karine

 

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *